Terca-Feira, 14 de Agosto de 2018
Tá chegando a hora da decisão! Com arrocho não tem acordo!

Os/as servidores/as de Diadema tem uma história de luta em defesa de seus direitos e contra o arrocho salarial. Já fizeram as contas e sabem QUE PERDERAM EM 2017 cerca de 64% de um salário pelo fato da Prefeitura não ter reajustado os salários no ano passado, sob a alegação de que os gastos com pessoal para fins da LRF – Lei de Responsabilidade Fiscal estava em 58%. Já sabem também que esse ano, se os salários não forem reajustados em 10%, A PERDA SERÁ DE CERCA DE UM SALARIO E MEIO EM 12 MESES.

Se em 2017 a justificativa da Prefeitura para não reajustar os salários dos/as servidores/as foi que os gastos com pessoal (LRF – Lei de Responsabilidade Fiscal) estava em 58%, ultrapassando o limite legal de 54%, este ano não tem mais desculpa para enrolar a categoria: agora o percentual está em 50,46%, conforme dados publicados oficialmente pela Administração Municipal e já homologados em relatório do Tribunal de Contas.

Na assembleia realizada dia 22 de março, os/as servidores/as decidiram intensificar as mobilizações nos locais  de trabalho e constituir um “Comando de Mobilização” para contribuir na organização da luta. No dia 19 de abril, realizaremos nossa Assembleia e caso a proposta da Prefeitura não seja satisfatória, decidiremos os rumos do nosso movimento, inclusive paralisação e greve, se esta for a decisão democrática da categoria.

Nos setores de trabalho cresce a disposição de luta e nossa mobilização para a campanha salarial 2018 que avança a cada dia.

Não adianta ficar indignado/a com a situação em seu local de trabalho! Indignação combina com ação e qualquer ação capaz de “virar este jogo” passa pela sua participação!

A CATEGORIA VAI RESPONDER À ALTURA:

Se não tiver proposta decente é PARALISAÇÃO E GREVE!

A HORA É AGORA! QUEM LUTA CONQUISTA!


Imprimir   Enviar para um amigo

Comentários

*Nome:
*Email:

*Comentário:

Seja o primeiro a comentar!

Vídeos
Estação