Terca-Feira, 20 de Novembro de 2018
Dívida da Prefeitura com o IPRED

A reposição da inflação deste ano e do ano de 2017 foi condicionada, de acordo com o documento enviado pelo Governo no ultimo dia 19 de abril, aos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal e a “formalização do parcelamento da Prefeitura de Diadema com o IPRED".

Atualmente a Prefeitura de Diadema possui três parcelamentos de dívidas vigentes com o nosso Instituto de Previdência – um parcelamento de 2002 que termina apenas em 2037 e outros dois – em contraído em 2016, que encerra no início de 2021, e um contraído em 2017 que termina no inicio de 2022. 

Não bastassem os parcelamentos vigentes, o governo municipal continuou não repassando a parte patronal, que está em atraso desde 2016, gerando uma nova dívida e prejudicando a saúde financeira do IPRED.

Para que não sofra sanções como a suspensão de repasses federais e até mesmo que seja caracterizada improbidade administrativa, o Prefeito Lauro Michels enviou para a Câmara, um Projeto de Lei que autoriza um novo parcelamento referente ao montante que deve ao IPRED desde 2016 - cerca de 95 milhões. 

Acontece que a Câmara Municipal  não aprovou o parcelamento e agora o Prefeito quer vincular o reajuste a sua aprovação.

Ou seja, quer jogar os seus problemas políticos nas costas dos trabalhadores e trabalhadoras.

Exigimos reajuste já, pagamento da dívida com o IPRED e que a Prefeitura se comprometa em fazer os repasses ao Instituto em dia.


Imprimir   Enviar para um amigo

Comentários

*Nome:
*Email:

*Comentário:

Seja o primeiro a comentar!

Vídeos
Estação
Click
X