Segunda-Feira, 06 de Abril de 2020
Falta de condições de trabalho e de EPIs coloca a vida dos/as servidores/as municipais de diadema em risco!

Várias denúncias estão chegando através das nossas redes sociais, de mensagens e telefonemas encaminhados à Direção do Sindicato.

Já protocolamos quatro documentos a Administração Municipal exigindo a garantia imediata de todas as condições de trabalho e segurança, com fornecimento e equipamentos e insumos necessários para os/as trabalhadores/as da Saúde, com as devidas orientações e treinamentos de acordo com protocolos do Ministério da Saúde e Secretaria de Saúde.

Nos 04 documentos (ofício 044/2020 de 16/03/2020; ofício 061/2020 de 18/03/2020, ofício 062/2020 de 24/03/2020 e ofício 063/2020, de 24/03/2020) insistimos em condições de trabalho e EPIs e até o momento não obtivemos resposta formal da Administração Municipal para nenhum desses documentos.

Frente a essa situação, estamos encaminhando as denúncias sobre condições de trabalho e falta de EPIs para o Ministério Público do Trabalho.

Confira as principais denúncias enviadas pelos/as servidores/as da Saúde:

• Uso de máscaras inadequadas (que não a N-95);

• Falta de EPIs mesmo em locais onde há casos suspeitos e confirmados de Covid-19;

• Faltam materiais de higiene como sabão, papel, papel toalha, álcool 70%;

• Fornecimento de aventais permeáveis que não proporcionam a devida proteção contra fluídos;

• Óculos de proteção insuficientes para os/as profissionais;

• Fornecimento de quantidade insuficiente de máscaras e aventais descartáveis para toda a jornada de trabalho do/a servidor/a;

• Servidores/as que servem as refeições aos pacientes não estão recebendo máscaras;

• Funcionários/as terceirizados/as de limpeza sem máscaras, sem luvas, botas e roupas apropriadas para a higienização adequada (mesmo perante a presença de casos confirmados de coronavírus nos ambientes em que realizam o trabalho);

• No SAMU, falta álcool gel e sabão para fazer a limpeza das ambulâncias ao termino de cada atendimento;

• No Pronto Socorro Central, faltam EPIs para servidores/as da cozinha que servem as refeições aos pacientes internados;

• No Hospital Público, foram destinados dois quartos para isolamento dos Pacientes no 3º andar, em frente aos elevadores e ao posto de enfermagem, em área de grande circulação de pessoas, ao lado inclusive da sala de sutura, ou seja, estão sendo desconsideradas as condições efetivas para o isolamento dos pacientes. Além disso, não foi feita a instalação de pias para lavagem e higienização das mãos do lado de fora desses quartos e não há local adequado também para que os/as trabalhadores/as possam vestir aventais, luvas e toda a paramentação para evitar a contaminação de acordo com os protocolos de saúde, além disso a sala para pacientes graves não tem ventilação;

• No Laboratório do Quarteirão da Saúde e do Hospital Público, onde há circulação de médicos e enfermeiros trazendo exames dos pacientes suspeitos falta máscara e demais EPIs para trabalhadores/as.

•Nas farmácias do Hospital Publico e Pronto Socorro, servidores/as relatam também a falta de máscaras para os/as servidores/as.

•No Pronto Atendimento da UBS Paineiras, UBS Eldorado e no Hospital Municipal falta sabonete, papel toalha para a higienização das mãos, papel higiênico para pacientes e funcionários além de detergente e sabão para a limpeza;

•Faltam materiais como kits de testagem, vacina da Influenza e caixas térmicas;

•Fluxos de trabalho mal definidos, com alterações constantes e orientações contraditórias são passadas aos/as servidores/as que estão na linha de frente expostos a contaminação sem o conhecimento necessário das medidas de prevenção que devem ser adotadas;

• Falta orientação aos/as médicos/as sobre condutas e fluxos

• Agentes Comunitárias de Saúde estão sendo deslocadas de seus bairros de atuação para fazer trabalho de convencimentos e esclarecimento de comerciantes e população em outras localidades da cidade sobre as medidas de prevenção da Pandemia, sem formação adequada para esse tipo de abordagem, correndo risco de sofrer agressão e de contaminação pois não recebem EPIs, como máscaras, luvas para realizar esse trabalho.

Ajude nessa luta! Denuncie, envie vídeos e Fotos na página do Facebook/sindema.org ou no e-mail sindemadiadema@gmail.com.

Ajude a garantir a saúde e a segurança dos/as servidores/as durante o período de emergência.

Exigimos a adoção de medidas preventivas para todos os/as servidores/as municipais que estão na linha de frente, defendendo a saúde e a vida da população de Diadema!

Vamos à Luta! Juntos/as somos fortes!


Imprimir   Enviar para um amigo

Comentários

*Nome:
*Email:

*Comentário:

Seja o primeiro a comentar!

Vídeos
Estação